Vilhena
Após matar tio e concretar corpo debaixo de calçada, suspeito fez festa com família: 'Dançaram e assaram carne em cima do tio' em Vilhena
Tia deu detalhes da frieza do suspeito com a família em Vilhena (RO). Para disfarçar crime, sobrinho fez churrasqueira sobre calçada e convidou parentes para aniversário.

Por G1 RO
Publicado 13/09/2020
Atualizado 13/09/2020
A A
Foto: Reprodução

A irmã de do homem identificado pelas iniciais, N. N., assassinado e enterrado pelo próprio sobrinho no quintal de casa, contou detalhes sobre a frieza como o suspeito agiu com a família após o crime em Vilhena (RO), no Cone Sul do estado. O crime brutal foi descoberto nesta semana.

Segundo a irmã identificada pelas iniciais, M. R. S. do N., o suspeito de 28 anos chegou a convidar vários familiares e fez uma festa de aniversário em cima da calçada construída sobre o local onde o corpo do homem foi escondido.

"Ele me chamou para essa festa, mas não fui, eu sabia que algo estava errado, pois meu irmão estava sumido há mais de 10 dias e eu estava com pressentimento ruim. Não tinha como eu ir na casa do sobrinho, mas ele dizia que fazia questão da minha presença nesse churrasco, pois iria fazer uma surpresa e pedir a namorada dele em casamento", conta a irmã.

Outros parentes aceitaram o convite do suspeito e foram à festa no Bairro Bodanese. O encontro dos parentes aconteceu exatamente em cima da concretagem feita sobre o corpo da vítima.

"Eles beberam o dia todo, tomaram banho de mangueira, dançaram e assaram carne em cima do tio... em cima do tio", revela a irmã da vítima, emocionada.

Família em choque

O homem estava desaparecido desde 28 de agosto, quando tinha ido à casa do sobrinho para ingerir bebida alcóolica e desde então não foi mais visto pelos familiares.

Desde então o suspeito dizia não ter notícias sobre seu tio. Porém, segundo a Polícia Civil, nesta semana o jovem de 28 anos confessou ter assassinado e enterrado o tio na frente da porta de casa.

Além de enterrar o corpo da vítima, o suspeito construiu uma calçada por cima e instalou uma churrasqueira para esconder o crime.

A irmã diz que toda a família está em choque com a descoberta do crime e sem acreditar que o sobrinho matou o próprio tio.

"Ainda não sabemos o motivo do crime, se meu irmão  reagiu, se foi atacado e nem conseguiu se defender. Nenhum vizinho ouviu nada. Minha mãe está dopada porque não consegue nem imaginar essa tragédia. Nem eu consigo acreditar em tamanha crueldade", diz.

Ao delegado, o suspeito disse que matou o homem com uma facada nas costas e outras três no pescoço da vítima. No entanto, o jovem de 28 anos alega ter agido em legitima defesa durante uma discussão com o tio.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi preso preventivamente e está na Casa de Detenção. Ele deve responder judicialmente por homicídio e ocultação de cadáver.

Fonte: G1 RO

Cruel   crime   Suspeito   Irmã   Vilhena   tio   Casa   Polícia Civil  

Mais em Vilhena